Shadow

Entenda a diferença entre um token e uma criptomoeda

A principal distinção está na forma como os ativos são criados.

Ainda existe muita confusão dentro do mercado de ativos digitais e poucos investidores sabem qual a real diferença entre tokens e criptomoedas.

Isso ocorre porque trata-se de um terreno inexplorado para a grande maioria das pessoas. 

“A grande diferença entre tokens e criptomoedas está na maneira como os ativos são criados. Enquanto as criptomoedas existem de forma independente, descentralizada e possuem sua própria blockchain, os tokens são emitidos em blockchains já existentes”, explica o CEO da BlueBenx, Roberto Cardassi.

Criptomoedas

São moedas digitais que possuem base tecnológica e dispõem de sua própria blockchain.

Elas são descentralizadas e independentes, não são reguladas ou emitidas por nenhum banco central, diferente das moedas fiduciárias.

As criptomoedas são utilizadas como moedas reais, ou seja para transferir dinheiro; como unidade de valor, para precificar bens e serviços; e como reserva de valor. 

Com o surgimento do bitcoin, primeira criptomoeda criada, se tornou possível realizar as transações financeiras de pessoa para pessoa. Não havendo a necessidade de uma instituição financeira controlar a operação.

A tecnologia blockchain substituiu o lugar desse intermediário garantindo a conclusão da operação e a confiabilidade das informações. Esse banco de dados acompanha todas as transações, que são verificadas e validadas em rede por computadores no mundo todo.

 Tokens

São ativos digitais, criptografados, emitidos de maneira controlada para garantir a titularidade sobre um determinado ativo e possuem promessa de valorização futura.

Eles são criados em blockchains já existentes. Ou seja, são cripto ativos que necessitam de uma outra plataforma tecnológica para serem emitidos e negociados. 

Os tokens servem para representar a titularidade sobre ativos negociáveis. Aqueles que são lastreados em ativos reais podem representar a propriedade sobre: imóveis, metais preciosos, precatórios, obras de arte e criptomoedas, por exemplo. 

Nesse universo existem também os “security tokens”, também chamados de STOs, que representam o investimento de alguém em um projeto.

De um lado existe a empresa que emite e recolhe recursos para desenvolver o projeto e do outro, as pessoas que compram acreditam na ideia e apostam que o valor do token aumentará no futuro.

Diferença entre tokens e criptomoedas, seus usos distintos que se encontram na tecnologia

As criptomoedas e os tokens têm usos distintos. No entanto, são semelhantes na tecnologia usada já que ambos estão baseados e existem graças a blockchain.

Enquanto criptomoedas são intercambiáveis e podem ser divididas em unidades menores, os tokens são usados principalmente como oferta de valorização futura. Eles conferem titularidade sobre ativos reais ou sobre projetos lançados. 

“Compreender a diferença entre tokens e criptomoedas se torna mais ou menos relevante à medida que se escolhe como e porque entrar nesse universo dos ativos digitais”, conclui Cardassi.

Fonte: BlueBenx

FONTE: https://www.contabeis.com.br/noticias/51335/token-e-criptomoeda-qual-a-diferenca/