Shadow

Coleira para cachorro – Como escolher o modelo ideal

Apesar de escolher coleira para cachorro parecer uma tarefa simples, atualmente o mercado pet proporciona uma grande diversidade de opções que podem confundir muitos tutores de pets.

Ainda que confusa, essa diversidade é muito importante para cobrir a todas as possíveis necessidades de cada tipo de cachorro – de acordo com a sua personalidade, tipo de anatomia, tamanho e peso. Pensando nisso, preparamos explicações sobre cada tipo de coleira para cachorro, a fim de tornar a sua decisão mais fácil e assertiva. Vamos conferir?

Tipos de coleira para cachorro: qual é a ideal para o seu pet?

Seu cachorro precisa de uma coleira peitoral ou tradicional? Ela deve ser retrátil? E quanto às coleiras antipulgas?

Essa e muitas outras dúvidas podem passar pela sua cabeça no momento de escolher uma coleira de cachorro, por isso vamos explicar melhor as diferenças entre cada uma delas, mas é importante que você consulte um profissional de sua confiança e que conheça o seu pet, pois ele poderá te orientar ainda melhor a escolher a coleira ideal.

Coleira tradicional para cachorros

A mais popular entre os tipos de coleira. É indicada para grande parte dos cães, exceto aqueles que possuem cabeças pequenas em relação ao resto do corpo (pois a coleira pode escorregar pelo pescoço e sair facilmente do cão) e os muito agitados, que podem acabar se enforcando com ela.

Coleira peitoral

Antigamente mais indicada para cachorros de pequeno porte, hoje a coleira peitoral é bastante utilizada em diferentes tipos de cães, principalmente por excluir as possibilidades de enforcamento ou de fuga do cão, além de ser bastante confortável.

Coleiras enforcadoras

Mais utilizados em treinamentos específicos, os enforcadores requerem muito cuidado e atenção, pois podem machucar um cachorro mais ansioso. São geralmente utilizados sob supervisão de um adestrador.

Coleiras de cabeça

Presa no focinho e na cabeça do cachorro, a coleira de cabeça é utilizada especialmente no treinamento de cachorros agitados e cuja atenção é facilmente dispersada.

É importante esclarecer que coleiras de cabeça não são focinheiras. Ao contrário do que acontece com a focinheira, a coleira de cabeça permite que o cachorro beba água e se alimente normalmente, portanto, não servindo para impedir ataques e mordidas.

Coleiras de treinamento

Por fazerem parte de processos de treinamento que podem desgasta-las facilmente, as coleiras de treinamento geralmente são confeccionadas com materiais laváveis e econômicos. Possui uma extensão maior de guia, permitindo que o cachorro ande distâncias maiores enquanto você ainda o mantém sob algum controle.

Coleiras retráteis

Podendo ser tradicional ou peitoral, a coleira de cachorro retrátil permite que você escolha quão distante seu pet poderá ficar de você, facilitando a tarefa de mantê-lo próximo ao seu corpo ou permiti-lo explorar alguma área.

Coleiras antipulgas

coleira antipulgas traz em si medicamentos e substâncias que mantêm estes pequenos parasitas longe do corpo do seu cão, podendo, inclusive, ser alocada próxima à casinha ou às tigelas de comida, não necessariamente precisando ser mantida no pescoço do pet.

Coleira anti-latido eletrônica

Altamente contraindicadas, as coleiras anti-latido já foram utilizadas em processos de treinamento de cães, mas, por emitirem pequenos choques contra os animais, passaram a ser substituídas por outras técnicas.

fonte: https://www.petz.com.br/blog/pets/coleira-para-cachorro/