Shadow

Negócios

O coronavírus está mudando cenários e devastando sonhos

O coronavírus está mudando cenários e devastando sonhos

Negócios
Eu sei, estão bem difíceis os nossos dias Na primeira vez que ouvi sobre o coronavírus na televisão, eu estava me arrumando para a festa de réveillon. Embora os números fossem ainda pequenos e a concentração apenas na cidade de Wuhan – China, lembrei de algumas passagens do livro de Yuval Noah Hahari e de um vídeo do Bill Gates onde ele afirma: “hoje, o maior risco de catástrofe global não se parece com uma bomba, mas sim com um vírus”. Será?! Pensei, na época, mas era dia de festa e deixei o assunto de lado. Logo depois, me dediquei totalmente à realização da sexta edição do Excel Weekend e não acompanhei mais o assunto. No final de janeiro, retornei para Nova York para mais um semestre no mestrado. Ao chegar no aeroporto JFK, eu percebi que muitas pessoas estavam usando máscaras e
Planejamento de Vendas: quais as etapas para fazer um planejamento de vendas para bater as metas

Planejamento de Vendas: quais as etapas para fazer um planejamento de vendas para bater as metas

Negócios
O planejamento de vendas é essencial para que você consiga galgar maiores e mais sólidos resultados de faturamento Definir metas e prever demandas, é disto que se trata? Será? Afinal de contas, quais as melhores estratégias para alcançar bons resultados comerciais? Veja a seguir o que é e como fazer um planejamento de vendas eficaz para seu negócio. O que é planejamento de vendas? Definitivamente não é apenas estabelecer metas, até por que se você estabelecer parâmetros sem planejamento poderá não alcançar seu objetivo, e, com isto, trazer insatisfação e frustração a você e a sua equipe. O sentimento generalizado do “não alcancei”, embora funcione em um primeiro momento (faz os funcionários irem mais rápido), com certeza cansa em alguma hora. Para evitar criar uma estratégi
O momento é de resiliência nos negócios

O momento é de resiliência nos negócios

Negócios
"É com a resiliência que os CEOs se tornam cada vez mais capacitados às adaptações que o mundo corporativo exige" Os executivos brasileiros estão enfrentando, neste início de ano, diversos desafios. A economia indica sinais de recuperação, os empresários querem produzir mais e há investidores interessados no mercado nacional. O cenário é favorável ao desenvolvimento, mas, ainda assim, continua sendo complexo. Essa complexidade fica ainda maior com recentes instabilidades e a dificuldade de prever os seus reflexos na economia e mercados locais e globais. Para entender melhor o ambiente de negócios brasileiro, a KPMG anunciou na sua última edição os resultados da pesquisa "CEO Outlook", conduzida a partir de entrevistas com 50 CEOs de empresas de diferentes setores, todas sediadas n
Gestão de riscos em tempos de crise

Gestão de riscos em tempos de crise

Negócios
"A gestão de crises deve ser vista como uma sequela do planejamento de contingência, ao invés de um substituto dele" Muito interessante falarmos de riscos e gestão de crises somente após uma crise não é verdade? Tendo em vista que quando tocamos em assuntos relacionados à prevenção de riscos, muitos zombam da gente. E mesmo com todas as previsões, será que alguém havia previsto algo deste tamanho? Acredito que não! No entanto, em meu livro Gestão de Compliance e seus desafios, publicado em 2013, já tínhamos apontado para isso, e por esse motivo, resolvi reproduzir alguns trechos. A gestão de crises deve ser vista como uma sequela do planejamento de contingência, ao invés de um substituto dele. Embora a gestão de crises não substitua o planejamento ou outra forma de gerência de risco
A crise pede cautela, racionalidade e, sobretudo, civilidade

A crise pede cautela, racionalidade e, sobretudo, civilidade

Negócios
"Pensar no próximo, na coletividade, oferecendo ao próximo aquilo que gostaríamos fosse a nós oferecido, é a melhor -- e mais rápida -- maneira de enfrentarmos essa situação" fonte: A crise pela qual estamos passando atualmente, com a propagação do coronavírus, tem ocasionado uma grande apreensão, talvez sem precedentes na história econômica mundial moderna, por parte não apenas daqueles que atuam no mercado financeiro, mas por toda a população. Isto porque a crise tem origem fora do contexto monetário e financeiro da economia e suas consequências vêm sendo -- e continuarão a ser -- sentidas por toda a população, independentemente de ter acesso ou não ao mercado financeiro, de ser investidor ou devedor, empregador ou empregado, sem distinção da classe social. Diante disto, gostar