Shadow

TikTok vai ser banido dos EUA dia 20 de setembro, diz governo

WeChat, mensageiro conhecido como o “WhatsApp chinês”, também sofre medidas restritivas

TikTok será banido dos Estados Unidos a partir do próximo domingo (20). O aplicativo chinês e o WeChat não poderão mais ser distribuídos em celulares no país, segundo nota emitida nesta sexta-feira (18) pelo Departamento de Comércio americano. O governo alega que a medida tem como objetivo proteger a segurança nacional dos Estados Unidos de supostas ameaças do Partido Comunista da China.

TikTok, WeChat e mais aplicativos chineses estão sob suspeita de espionagem nos últimos meses pelo governo americano. A medida emitida hoje determina que, a partir de domingo, os serviços não podem mais ser distribuídos em lojas de aplicativos no país, como a App Store e a Play Store. Além disso, as funcionalidades financeiras do WeChat serão suspensas em território nacional.

TikTok vai acabar nos Estados Unidos no próximo domingo — Foto: Marvin Costa/TechTudo

TikTok vai acabar nos Estados Unidos no próximo domingo — Foto: Marvin Costa/TechTudo

Trump vinha criticando as práticas de privacidade do TikTok nos últimos meses por suspeita de espionagem e tratamento indevido de dados de usuários americanos. Em resposta, o TikTok revelou alguns detalhes do funcionamento do aplicativo, como o algoritmo do feed For You. O governo americano, então, assinou uma ordem executiva no começo de agosto, decretando terça-feira passada (15) como o prazo inicial para o serviço no país ser comprado por uma empresa americana.

Algumas instituições se interessaram pela venda das operações nos Estados Unidos, como a Microsoft, mas a oferta foi recusada pela ByteDance, atual dona do TikTok. A empresa está em negociação com a americana Oracle para contornar o dilema com os Estados Unidos e o acordo deve ser aprovado pela China, mas a ByteDance ainda enfrenta críticas no país natal pela determinação de compra pelo governo americano.

A ação de Trump não surpreende, já que tanto ele quanto o Secretário de Estado Mike Pompeo revelaram em entrevistas o interesse em interromper as operações do TikTok no país. Em note, o secretário do Departamento de Comércio dos Estados Unidos declarou que: “Seguindo o posicionamento do presidente, nós tomamos uma ação significativa para combater a coleta maliciosa de dados pessoais de cidadãos americanos pela China, enquanto promovemos nossos valores nacionais, normas democráticas e aplicação agressiva das regulações e leis americanas”.

Importante apontar que alegações de privacidade e uso de dados podem ser usadas como pretextos para mascarar motivações políticas. O TikTok foi banido da Índia em junho porque o aplicativo estaria “roubando e transmitindo dados de usuários de maneira clandestina e não autorizada”, mas a ação foi tomada após conflito entre militares indianos e chineses na região da Caxemira, área na fronteira entre os países e que é palco de tensões políticas há anos.

Os impasses comerciais entre Estados Unidos e China se intensificaram desde a eleição de Trump em 2017. O mercado de aplicativos é, em geral, dominado por serviços americanos: FacebookMessengerWhatsAppInstagram e Snapchat foram os apps mais baixados da década. Entretanto, o TikTok tem ganhado popularidade principalmente nos Estados Unidos nos últimos meses, com estimativas de mais de 80 milhões de usuários mensalmente ativos no país.

Via The VergeReutersEngadgetTechCrunchCNet e U.S. Department of Commercehttps://9477a817fc8c35c73acab4f8c4046902.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-37/html/container.html

Open chat
Clique na seta para digitar a sua mensagem