Shadow

Stress na quarentena: como equilibrar as funções exigidas do dia a dia?

Especialista explica como o estresse pode atrapalhar na produtividade e afetar as tarefas do cotidiano

Em tempos de distanciamento social onde a vida profissional, pessoal, e social se encontram no mesmo lugar, diversos profissionais alegam sentir estresse com a rotina. É comum se observar famílias que não estavam preparadas para receber essa avalanche de informações e funções e nem administrar tudo, mesmo com mais tempo em casa. Somam-se as incertezas quanto ao futuro e a ansiedade que afeta a todos.

De acordo com a pesquisa feita pela revista East Asian Arch Psychiatry aponta que entre 2002 e 2003, quando o coronavírus causador da Sars matou 800 pessoas no mundo, 42% dos sobreviventes acabaram desenvolvendo algum tipo de transtorno mental e mais da metade manifestou sofrer transtorno de estresse pós-traumático. Os impactos do COVID-19 ainda não foram medidos, mas o nível de estresse anda em alta e preocupa especialistas.

Para Rebeca Toyama, especialista em estratégia de carreira, ter equilíbrio e uma boa organização de tarefas é essencial para evitar o estresse neste momento de pandemia, mas é importante lembrar que o isolamento pode trazer solidão e confusão de sentimentos, além da sensação de cobrança, atrelada às tarefas do cotidiano.

Ela explica que pessoas que estão sob estresse apresentam reações emocionais e físicas, e tudo está relacionado ao sentimento de pressão, como a preocupação, a falta de concentração e a alta demanda, além da sensação de tempo escasso. Com isso, o corpo também sofre e começa a mandar sinais traduzidos em tensões musculares, problemas para dormir, agitação, cansaço e dores de cabeça.

Portanto, para evitarmos chegar na fase de exaustão é necessário incluir na rotina, além de planejamento de tarefas, atividades que beneficiem a saúde física, emocional e financeira. Lembrando a importância desses pilares para a saúde mental.

“De acordo com o médico Hans Selye que trouxe o conceito de estresse para a área da saúde, o processo de estresse possui três fases: o alerta, a resistência e a exaustão, que por sua vez pode trazer problemas psicológicos e físicos. Para que possamos enfrentar essa fase, precisamos cuidar da nossa saúde física como sono, alimentação e atividade física; saúde emocional como, organização de metas e objetivos, e o contato com pessoas nutritivas; saúde financeira como, acompanhar o orçamento mensal e evitar compensar o estresse em compras”, explica Rebeca Toyama.

Como organizar a rotina?

A especialista em estratégia de carreira traz 7 conselhos para se relacionar de forma mais saudável com as diversas funções durante a pandemia do coronavírus.

1 – Equilibre seu tempo: Tenha em mente suas prioridades, faça um cronograma do que precisa ser feito para administrar bem as 24 horas por dia e os 7 dias por semana;

2- Organize uma rotina para a fase de pandemia: Programe seu horário para acordar, administre o tempo dos afazeres domésticos, tempo do expediente de trabalho, organizar os estudos das crianças, além de intervalos e descanso, que são fundamentais. E aos fins de semana, tenha atividades de descanso, como filmes e conversas em família.

3- Distribua funções: Você não precisa fazer tudo sozinho, às vezes é necessário mostrar que precisa da ajuda do outro;

4- Cuide de sua saúde física: Estipule um tempo para cuidar de seu corpo. Pratique exercícios, se alimente e durma bem;

5- Cuide de sua saúde emocional: Converse com pessoas que te façam bem, crie metas e objetivos para cumprir e não se cobre tanto.

6- Cuide de sua saúde financeira: Se adeque a realidade atual, acompanhe seu orçamento mensal e evite compensar o estresse e a ansiedade em compras não necessárias.

7- Cuide de sua saúde mental: Evite acessar conteúdos negativos com frequência, procure boas notícias, boas leituras, bons filmes.

fonte: https://administradores.com.br/noticias/stress-na-quarentena-como-equilibrar-as-fun%C3%A7%C3%B5es-exigidas-do-dia-a-dia

Open chat
Clique na seta para digitar a sua mensagem