Shadow

6 lugares incríveis para visitar virtualmente com realidade aumentada e 3D

Para driblar o tédio das longas horas de home office durante o distanciamento social, selecionamos alguns passeios virtuais do Google Arts & Culture

Vista panorâmica do Arco D’Arc, aos arredores da Gruta Chauvet (Foto: © David Huguet)

Há alguns anos, a ideia de visitar museus e cavernas sem sair de casa parecia absurda. Mas agora, com a tecnologia da realidade aumentada e do 3D em mãos, é possível, sim, conhecer as principais obras e relíquias expostas nesses espaços sem levantar do sofá.

Confira a seguir seis dicas de exposições e lugares para explorar e interagir no mundo virtual, além de distrair a ansiedade em tempos de pandemia:

1. Museu Nacional

Famosa réplica de Titanossauro era uma das principais atrações do Museu Nacional antes do incêndio de 2018. (Foto: Reprodução)
Famosa réplica de Titanossauro era uma das principais atrações do Museu Nacional antes do incêndio de 2018. (Foto: Reprodução)

Museu Nacional está vivo — e o tour virtual por oito exposições montadas com base em imagens do Street View é uma das provas disso. São 164 fotos dos artefatos mais famosos da instituição que podem ser vistas na plataforma do Google Arts & Culture, ressuscitando nossa memória do museu consumido pelas chamas em 2018. O crânio de Luzia, o mais antigo remanescente humano das Américas, a conhecida réplica de Titanossauro e o Meteorito de Bendegó, o maior já encontrado no Brasil, fazem parte do acervo.

2. Palácio de Versalhes

No Google Arts & Culture, você pode conhecer a Galeria de Espelhos do Palácio de Versalhes (Foto: Reprodução)
No Google Arts & Culture, você pode conhecer a Galeria de Espelhos do Palácio de Versalhes (Foto: Reprodução)


Conheça o símbolo da monarquia absoluta de Luís XIV, o Rei Sol, em uma experiência imersiva de 360 graus com áudio (em inglês) para guiar o usuário por seis das salas mais impressionantes do palácio, incluindo a Casa de Ópera Real e a Sala de Coroação.

Além disso, há a opção de fazer uma visita em realidade virtual que abrange mais de 21 salas e 36.000 m² de superfícies internas — o equivalente a mais de cinco campos de futebol.

Através do Art Camera, várias obras penduradas nas paredes do palácio foram digitalizadas também.

3. Anne Frank

Única fotografia de Anne Frank com seus pais e sua irmã. (Foto: Reprodução)

Em parceria com a Fundação Anne Frank, o Google Arts & Culture lançou uma exposição on-line que apresenta cinco imagens internas em 360º graus da Merwedeplein 37-2, a casa da família de Anne Frank em Amsterdã.

A visita virtual ao imóvel, restaurado para o estilo original dos anos 1930, inclui até o quarto que Anne dividia com a irmã Margot. Além disso, a exposição conta com documentos importantes sobre a vida da menina, como o único vídeo conhecido de Anne, filmado durante casamento, e a única fotografia da menina ao lado dos pais e da irmã.

4. Gruta Chauvet

Pesquisadores analisam pintura rupestre encontrada na Gruta Chauvet, França (Foto: © Stéphane Compoint)
Pesquisadores analisam pintura rupestre encontrada na Gruta Chauvet, França (Foto: © Stéphane Compoint)

Não é só de arte e história moderna que vive o Google Arts & Culture. Na plataforma também é possível conhecer 54 exposições com mais de 350 documentos digitalizados do Espaço de Restauração da Gruta Chauvet (SMERGC), famosa caverna francesa onde foram encontrados importantes fósseis de animais e pinturas rupestres.

Uma das experiências mais interessantes do projeto é um vídeo em realidade virtual de 10 minutos narrado por Daisy Ridley, atriz britânica que interpreta Rey em Star Wars.

5. Civilização Maia

Digitalização em 3D dos moldes de gesso que compõem a Escada Hieroglífica de Palenque, relíquia da civilização maia (Foto: Reprodução)
Digitalização em 3D dos moldes de gesso que compõem a Escada Hieroglífica de Palenque, relíquia da civilização maia (Foto: Reprodução)

Em parceria com o Museu Britânico e o INAH (Instituto Nacional de Antropologia e História do México), foi lançada a coleção Explorando o mundo Maia – Uma viagem ao passado com arte antiga, exploradores vitorianos e tecnologia digital. A exposição virtual inclui a digitalização em 3D dos moldes de gesso que compõem a Escada Hieroglífica de Palenque, atualmente no Museu Britânico, além de dentre exposições, editoriais, vídeos e recriação digital de mais de 660 peças maias.

6. Portinari

Painéis de Guerra e Paz, produzidos por Candido Portinari nos anos 1950. (Foto: Reprodução)
Painéis de Guerra e Paz, produzidos por Candido Portinari nos anos 1950. (Foto: Reprodução)

A coleção Portinari: O Pintor do Povo é a primeira retrospectiva dedicada a um artista brasileiro no Google Arts & Culture. São mais de 5,000 obras de arte digitalizadas, além de 15.000 de cartas e documentos do arquivo pessoal do artista. A plataforma  também criou um tour em Street View da casa do artista em Brodowski, interior de São Paulo, e uma coleção de 10 imagens capturadas em altíssima resolução (gigapixel) pela Art Camera. Entre elas estão Mestiço (1934), Lavrador de Café (1934) e Café (1935).

Bônus

Não deixe de conhecer também as obras arquitetônicas do movimento Bauhaus e a arte e o patrimônio de Portugal. Mate as saudades do Museu Paulista (mais conhecido como Museu do Ipiranga), atualmente fechado para restauração, e conheça o MASP, ambos de São Paulo.

Inhotim, de Minas Gerais, e Museu Oscar Niemeyer, no Paraná, também tem acervos e visitas virtuais no Google Arts & Culture. O Museu Nacional de Belas Artes, o MAM e Museu do Amanhã são três instituições que valem a visita on-line (e ao vivo) também.

fonte: https://revistagalileu.globo.com/Cultura/noticia/2020/03/6-lugares-incriveis-para-visitar-virtualmente-com-realidade-aumentada-e-3d.html